15 de março de 2010

Papa Bento XVI decretou o fim do Limbo - local destinado as crianças que morriam sem o batismo

.
.
.

O papa Bento XVI, decretou, em 2007, o fim do limbo. Por sorte, e por ter mais o que fazer, só fiquei sabendo disso agora.

 O "limbo" era o "local destinado às crianças que morriam, ou eram mortas, sem que fossem batizadas pela Igreja Católica". A palavra significa "borda". O limbo, segundo meu amigo e filósofo Paulo Pinga, é uma espécie de freezer, "um local muito ruim, que não tem nada pra fazer, um branco total, mas pintado de preto"; propício a que os pais das crianças ficassem com receio de não batizá-las e até pudessem fazer umas doações para a Igreja, quem sabe?

Problema maior é que as tais crianças mortas precocemente, além de morrer cedo, quando não batizadas, segundo essa papaiada e padraiada, iriam para o tal do limbo por culpa dos pais, já que um bebê não consegue, por conta própria, ligar para a sacristia e marcar o seu batismo, pegar um táxi e ficar lendo a Bíblia num domingo. E os coitados dos abortados então? Além de não nascerem, depois iriam morar no limbo!

E o mais interessante, que eu nunca poderia ter idéia, é que todo esse sofrimento poderia acabar, de um minuto para outro, com um decreto desse papa alemão! Não é demais!? A igreja obrigar todo mundo a ficar nesse limbo!? A sofrer esse tempo todo!? Quando poderia soltar esse decreto lá na Idade Média, ou até antes!? E "salvar" essa criançada inocente!

E olhem só o que ficou sem resolver: o que foi feito do pessoal que já estava no limbo? Já que quem escapou foi só quem seria limbado no futuro!? E se só foram livradas as crianças sem batismo, o que será dos adultos sem batismo? E o pessoal que viveu antes de Jesus Cristo?

E mais uma coisa! Já que esses negócios se resolvem por decreto, não dá pra acabar com o inferno também? Deixem lá só o céu e o purgatório (esse também logo deverá ser extinto por decreto papal, já que a exemplo do tal limbo, não aparece na Bíblia).

Fonte: "Mauro Carlos" Brasil Wiki!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POLÍTICA DE MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...