Compartilhe essa notícia

28 de dezembro de 2010

Pastor da Assembléia de Deus Madureira e filho são indiciados após desfalque de R$15 milhões

.
.
O delegado Gustavo Henrique Bezerra da Cunha, do 2º Distrito Policial, em Braz Cubas, em 27 de novembro último o indiciou no Inquérito 361/2010 por falsidade ideológica e falsidade documental, conforme os artigos 299 e 307, do Código Penal, o pastor Gilberto Alves de Paula, de 58 anos, e o seu filho, o vice-presidente, pastor Toni Ebert Campos Araújo de Paula, de 28 anos, da Igreja Assembléia de Deus Ministério Madureira, localizada na Rua Cabo Diogo Oliver, no Bairro do Mogilar.

Segundo apurou a autoridade policial, pai e filho negaram no interrogatório que eram advogados e atribuíram a nomeação dada por publicações gospel a um engano de redação. Gilberto é bacharel em Ciências Jurídicas. O inquérito já foi relatado e encaminhado ao Fórum. O advogado dos pastores Marco Soares, presidente da OAB (Ordem dos Advogados de Mogi das Cruzes), que acompanhou todos os atos do inquérito, contestou a acusação contra os seus clientes e garantiu que “neste caso até a autoridade será responsabilizada”. Ele informou que “já foi impetrado habeas corpus para trancar o inquérito no Tribunal de Justiça, em São Paulo”.

Denúncia

Há 7 anos no comando da igreja na Cidade, Gilberto ainda é acusado de dar desfalque no valor estimado em R$ 15 milhões. O advogado Hernani Ferreira que era o responsável pelo Setor Jurídico da Assembléia de Deus, afirmou ontem a O Diário que se afastou após expor os problemas financeiros ao pastor, o qual, segundo ele, resolveu adiar uma solução amigável.

A situação financeira foi levantada após balanço realizado pela Comissão formada por conselheiros da igreja. “As verbas arrecadadas deveriam ter como objetivo despesas gerais; socorrer os membros necessitados, divulgar propaganda do evangélico e cuidar da manutenção do patrimônio”, disse Hernani.

Ele acrescentou que “o estatuto da igreja estabelece prestação de contas mensais aos conselheiros, o que nunca aconteceu”. O advogado justifica que “a comissão me procurou e colocou o problema em cima da mesa. E é lógico que como chefe do departamento jurídico tive que conversar com o pastor Gilberto e pedir que abrisse as contas da igreja aos conselheiros, que queriam informações sobre a receita”.

Após o pastor Gilberto ficar em silêncio diante da acusação de desfalque, Hernani disse que levou a questão ao presidente estadual da Assembléia de Deus, pastor Samuel Ferreira. “Ele lamentou o episódio e disse que, infelizmente, o caso era regional e fora de sua competência administrativa”, lembrou o advogado, fazendo questão de frisar que “procurei agir como conciliador”. Já o advogado Marco Soares ressalta que “o pastor Samuel não tomou conhecimento porque não existe irregularidades”.

O advogado Edmilson Vicente Ortega representando os conselheiros evangelistas Claudionor Ponciano de Oliveira, de 53 anos, e Milton de Oliveira Côrrea, de 46 anos, recorreu à Justiça. Além da prestação de contas, pediu o afastamento de Gilberto da igreja. A solicitação não foi acatada.

Em agosto último, o juiz Jurandir de Abreu Júnior, da 4ª Vara Cível, do Fórum de Mogi, mandou citar o pastor e concedeu o prazo para a contestação da acusação. Segundo o advogado Hernani, “houve uma contestação intepestiva, ou seja fora do prazo prescrito em lei”. A defesa do pastor refuta a informação.

Ainda de acordo com o ex-chefe do Departamento Jurídico, “o povo de Deus não quer escândalo, porém não pode suportar desvio de verbas da igreja, pois o pastor já recebe R$ 5 mil de salário, carros, seguranças, plano de saúde e moradia de luxo”.

O advogado Edmilson por causa de viagem de estudos ao Estados Unidos, passou o caso para o advogado João Bosco. Ele garante que continuará acompanhando o processo.

Fonte: O Diário de Mogi/G1gospel

9 comentários:

  1. Lamentável: acontecimentos gravíssimos está acontecendo na igreja assembléia de Deus ministério de madureira em mogi das cruzes e a liderança superior não toma nenhuma providencia, será porque, não tem explicação por menos eles mudam o pastor e resolve o problema, será que o valor é muito alto e eles sabe se mudar o pastor, eles tem que dar conta do dinheiro, porque os irmão não abri mão dos (VINTE MILHÕES) que foi desviado, está vergonha tem que ser solucionada´ a justiça já entro no caso e eles já sabe o que vai acontecer; o dinheiro é da igreja e não de pastor algum.

    ResponderExcluir
  2. Pergunta aos sábios:
    Porque será que a policia federal ainda não entrou no caso do desfalque da igreja assembléia de Deus de mogi das cruzes presidida pelo pastor Gilberto, estamos acompanhando as ações por todo o Brasil e os casos de corrupção estão sendo desvendados e os culpados punidos, será que os pastores estão brindados com que; o dinheiro ofertado pelos irmãos pode ser gasto como quer, sem prestar contas, vivem a margem da sociedade sem nenhum dever publico, ou vivemos em um outro Pais dentro do Brasil, dirigido por estes homens.

    ResponderExcluir
  3. Fraude, corrupção,os atos mais abominável e descarados foi alguns dias atrás publicado na pagina da AD BRAS a historia de um campo da vila solange em guainases,foi criado fraudando o estatuto para beneficiar a familia do pastor gilberto no inicio o Luciano genro e depois que através de nogociata com o pastor Samuel tomaram o campo de Guararema do pastor Emildo para o Luciano genro e colocaram o seu filho em guaianases,formando então uma quadrilha com um único objetivo desviar o dinheiro das igrejas obs. tanto o genro como o filha estão intimados a prestar contas nos autos da processo que está tramitando no foro de mogi das cruzes; e o campo de guianases sera reintegrado ao campo de mogi pela justiça desfazendo este fraude desta quadrilha que está operando em mogi.

    ResponderExcluir
  4. PALAVRA DO PRESIDENTE:

    O PRESIDENTE SAMUEL FERREIRA NO ANO E NA DATA DE 17-O5-2002 POR MOTIVOS SEM PROVAS SUBSTITUIU O PASTOR PAULINIO DE OLIVEIRA, PELO PASTOR GILBERTO, USANDO OS SEGUINTE TERMO, O GILBERTO É UM HOMEM INTEGRO TRANSPARENTE E DE MINHA INTEIRA CONFIANÇA, É UM DIAMANTE NEGRO, CONSTRANGINDO O PASTOR PAULINIO; DEPOIS DE 7ANOS O PASTOR GILBERTO ESTÁ INDICIADO POR FALSIDADE IDEOLÓGICA E DOCUMENTAL E DESVIO DO CX. DA IGREJA A IMPORTANCIA DE (15.383.000,00) ,DEVE MULTA AO MEIO AMBIENTE NO VALOR DE APROXIMADAMENTE 1.400.000,00, CONGREGAÇÃO ABANDONADA POR FALTA DE MANUTENÇÃO, NOSSA SEDE FOI DERRUBADA 15MTS. E ENTÃO SENHOR PRESIDENTE COMO VOCÊ EXPLICA ESTES FATOS. QUAL SERÁ A SUA JUSTIFICATIVA ESTAMOS AGUARDANDO , ESTE É DE SUA CONFIANÇA E OS DEMAIS TAMBÉM SÃO? PODEMOS CONCLUIR DO DIAMANTE NEGRO. SOBROU APENAS O NEGRO.

    ResponderExcluir
  5. A revista istoé do dia 13/07/2011 diz sobre os calote do bispo lider das assembleia de Deus, Manuel Ferreira é acusado de usar jaranja para abrir faculdade, dar golpe nos sócios e sonegar milhões em imposto.

    ResponderExcluir
  6. E agora a CONAMAD está enrolada com o Pastor Gilberto, ou Eles tiram Ele de Mogi ou serão processados juntamente com Ele por conivência é prevaricação, sera que Eles vão pagar para vê.

    ResponderExcluir
  7. Toda ação tem uma reação o Pastor Gilberto está exibindo um documento onde o promotor do foro de mogi das cruzes arquivou o processo de falsidade ideológica; foi arquivado porem não foi extinto e cada dia que passa mais provas surgem; portanto é só desarquivar o processo e fazer novas denuncia, e apresentar mais um caminhão de provas que Ele mesmo gerou. Se Ele ficasse quieto entrava no esquecimento porem Ele é muito inocente.

    ResponderExcluir
  8. O bispo Manuel Ferreira e seus filho que dirige a convenção conamad fizeram aliança com a igreja da unificação Rev. Moon fonte yuotobe.

    ResponderExcluir
  9. Um grupo mal intencionado entra com um processo.
    Aproveitando-se da existencia do processo, Coloca nas diversas mídias.
    Criam um barulho e muitos engolem sem procurar a verdade.
    FAZ MAIS DE UM ANO QUE O JUIZ JULGOU "IMPROCEDENTE"
    A igreja de Mogi segue em frente.

    Que o Senhor nosso Deus se lembre do responsável por este site.
    O Site colabora com os intentos de Satanás que veio destruir, matar e roubar.

    Pelo menos trabalhem com veracidade. Com justiça. Com honestidade.

    Meu Nome é Antonio e congrego na ADmogi

    ResponderExcluir

POLÍTICA DE MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...